Edgard Guimarães

Edgard Guimarães é engenheiro eletrônico, professor universitário, quadrinhista e editor independente. Editou, desde 1982, o fanzine PSIU, os especiais PSIU Mudo, Deus, Eco Lógico, os livretos Na Ponta da Língua e O Escroteiro Entrevistado (este em parceira com Laudo), o livro Rubens Lucchetti & Nico Rosso, a edição comemorativa PSIU 13 Anos, o livro Desenquadro e o especial Fanzine.

Tem colaborado desde 1979 com vários fanzines e edições independentes, com textos sobre quadrinhos, cartuns, ilustrações e HQs. Historieta, Opinião, Pica-Pau, 8 Arte, Jornal da Gibizada, Fanzim, Nhô-Quim, Overdose, Mutação, PolítiQua, Prismarte, Zona, Múltiplo, Bedelho, Voyeur, Rhino, Top!Top!, e Fêmea Feroz são alguns deles.

Publicou HQs em algumas revistas de banca, como em Mestres do Terror, Circo, Piratas do Tietê e Superalmanaque Astronauta, Horror Show, Show Mix, Top Comics, Bad Girls e Comix Magazine. Participou de exposições coletivas em São Paulo, Santo André, São José dos Campos, Piracicaba, Curitiba, Araxá e Havana (Cuba).

Fez palestras e participou de debates sobre fanzines e HQs em eventos em Curitiba, Piracicaba, Araxá, São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Santos, Recife, Belo Horizonte, Manuas e Jaboticabal.

Recebeu o Troféu Risco de Melhor Fanzine Especial, em 1988, o Prêmio Jayme Cortez, de incentivo aos quadrinhos, em 1993, 1994, 1995, 1996 e 1999; e o troféu Angelo Agostini de Melhor Fanzine, em 1995, 1996, 1997 e 1999.

Participou das antologias Saciedade dos Poetas Vivos, volume IX e Del' Secchi, volumes IV, VI, VII e IX, com HQs poéticas, do livro Humor Brasil 500 Anos com cartuns e do livro As Histórias em Quadrinhos no Brasil - Teoria e Prática, com texto teórico. É membro da Academia Brasopolense de Letras e História. E edita, desde 1993, bimestralmente, em conjunto com Worney Almeida de Souza, o fanzine Quadrinhos Independentes. fonte: reprodução do Press Release AQC-ESP (Associação dos Quadrinhistas e Caricaturistas do Estado de São Paulo)